Pilates para tratamento de Hérnia de disco

Compartilhe

A hérnia de disco é uma condição que acomete milhares de brasileiros. Assim como já abordados em outras patologias, o Pilates apresenta exercícios que contribuem fortemente para o tratamento.

Porém, antes de começar a falar sobre o que é hérnia de disco, suas causas e sintomas, é importante entender como funciona a estrutura da coluna vertebral.

A coluna vertebral se divide em quatro regiões, sendo:

  • Cervical formada por 7 vértebras;
  • Torácica formada por 12 vértebras;
  • Lombar formada por 5 vértebras;
  • Sacro-Coccígea formada por mais 5 vértebras que são fundidas.

Por sua complexidade, a coluna vertebral movimenta e sustenta todo o corpo humano sem prejudicar a medula espinhal.

Além das vértebras, a coluna é também dividida em quatro partes substanciais, que são:

  • Vértebras: ossos que configuram a coluna e estão alinhados um sobre o outro formando um canal por onde passa a medula espinhal, fazendo a conexão nervosa entre o cérebro e o corpo.
  • Discos intervertebrais: o famoso disco sinovial que se localiza entre as vértebras, responsável por amortecer a carga sobre a coluna, é composto por um núcleo pulposo que retém água e mantém a distância necessária de uma vértebra à outra.
  • Ligamentos: completamente inervados, os ligamentos unem as vértebras, estabilizam a coluna e protege as estruturas subjacentes.
  • Musculatura: Seu posicionamento é ao redor da coluna vertebral, produzindo e controlando todos os movimentos vertebrais do corpo, além de sustentar o tronco.

 

Mas, afinal o que é hérnia de disco?

Saiba que, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), 80% da população mundial sofre ou já sofreu com algum problema na coluna, com diagnóstico de hérnia de disco em 30 a 40% dos casos.

Esse aumento gradativo dessa patologia fica por conta dos grandes avanços tecnológicos, já que na maioria dos casos a postura totalmente inadequada ao usar  o aparelho celular, notebook, videogame, tablet e computador, prevalece.

A hérnia surge quando acontece um deslocamento da parte de um órgão, e essa parte passa a invadir um espaço que não deveria, seja de forma natural ou por algum tipo de acidente, ocasionando como consequência o “aperto” das raízes nervosas, causando dores e incômodos.

As hérnias de disco são mais frequentes nas regiões lombar e cervical da coluna, porque essas são áreas mais expostas ao movimento e que suportam maior carga.

Existem 3 tipos de hérnias de discos:

Protusas

Ocorre quando há o alargamento do disco, porém o mesmo continua tendo líquido gelatinoso no seu núcleo.  Quando a base do disco alarga, pode fazer com que as suas paredes toquem áreas de grande sensibilidade nervosa, proporcionando dores e incapacidades.

Extrusas

Quando há o rompimento do anel fibroso do disco e o conteúdo gelatinoso vaza por meio de uma fissura na membrana.

Sequestradas

Quando há rompimento na parede do disco e contribui para que o líquido gelatinoso mude para dentro da medula espinhal, provocando dores insuportáveis.

 

Sintomas e Causa

Os sintomas da hérnia de disco são:

  • Coluna torta durante uma crise de dor;
  • Dificuldade para se movimentar ou levantar peso;
  • Redução de desempenho nas atividades diárias;
  • Dor de cabeça e incômodos na região da nuca e ombros;
  • Formigamento, dor ou dormência nos membros;
  • Perda de força em uma ou nas duas pernas;

As principais causas da ocorrência da hérnia de disco são:

  • Excesso de peso;
  • Gravidez;
  • Estresse e ansiedade;
  • Idade avançada;
  • Fatores genéticos;
  • Sedentarismo;
  • Tabaco;
  • Movimentos repetitivos.

 

Tratamento

Existem inúmeras formas de tratar a hérnia de disco, como fisioterapia, exercícios específicos para cada caso ou até mesmo, a cirurgia.

Os principais objetivos do tratamento desta patologia são a redução da dor, aumento da capacidade funcional e o interrompimento da mesma.

Você sabia que um dos melhores tratamentos para hérnia de disco é a prática regular do método Pilates e fisioterapia? Uma vez que os dois exercícios se unem, buscam melhorar a mobilidade e a estabilização da coluna vertebral.

Além de aumentar gradativamente a força muscular, coordenação motora, postura e o condicionamento físico.

 

Pilates para tratamento de Hérnia de disco

Cada vez mais os profissionais da área incluem o método Pilates como forma de tratamento para a hérnia de disco. Sabe por que? Porque o Pilates tem apresentado diversos benefícios para a saúde.

Abaixo, seguem alguns deles que influenciam diretamente na recuperação:

  • Realinhamento Postural;
  • Estabilização da coluna por meio da respiração associada à contração do powerhouse (músculos do abdômen e da região do quadril, responsáveis por suportar a coluna lombar);
  • Fortalecimento e alongamento dos músculos da espinha dorsal, aumentando a proteção dos discos;
  • Fortalecimento da musculatura da coluna, que melhora a nutrição do líquido dos discos;
  • Afastamento entre as vértebras através dos movimentos de alongamento crânio-caudal e a estimulação da correção postural;
  • Redistribuição de forma adequada referente a carga corporal, reequilibrando os músculos.

Praticar Pilates auxilia na mobilidade da coluna, fazendo com que as articulações se movam saudavelmente.

Então, que tal praticar Pilates hoje?

Até a próxima!


Compartilhe

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.