Pilates com foco em emagrecimento 

Compartilhe

Ter preocupação e cuidado com o peso corporal é algo muito importante, não só pela autoestima, mas, principalmente, pela saúde, bemestar e qualidade de vida.  

Vivemos em um cenário atual onde grande parte da população brasileira está acima do peso, e isso é gatilho para surgimento de doenças como a hipertensão e diabetes, que tem como um dos principais fatores risco o sobrepeso e obesidade. 

A vida moderna e corrida que muitos de nós vivemos, não deixa sobrar espaço para preocupações e cuidados essenciais. No entanto, o grande aparecimento de doenças causadas pelo sobrepeso vem aumentando a procura por hábitos saudáveis desde alimentação, até exercícios físicos. E é por esse motivo que o Pilates se conecta com o emagrecimento. 

 

Primeiro passo: Entender o processo do emagrecimento 

É muito importante entender os processos do nosso corpo, para então saber como se cuidar de maneira adequada.  

A eliminação de peso, basicamente é o aumento do gasto calórico proporcionados pelo exercício ou diminuição de ingestão de calorias através da dieta.  A atividade física é considerada como um dos métodos mais eficazes para o emagrecimento.  

Nosso corpo funciona basicamente como uma balança, a perda de peso acontece se o gasto de calorias for maior do que o consumido.  

Como manter a saúde e o peso em dia? Equilibrando dieta, controlando os alimentos, e principalmente praticando atividade física. Quando associamos os dois, o resultado é ainda mais eficiente. 

 

Como o Pilates pode ser um aliado para o emagrecimento? 

Pilates é uma prática que envolve o movimento corporal, a busca pela conexão entre corpo e mente, além de exercícios focados em respiração e controle. São basicamente seis princípios que o método usa como base para que haja integridade, ou seja, para que o paciente tenha controle sobre seu corpo e que sua mente consiga entender os comandos desejados.   

Deste modo, praticar Pilates para auxiliar no emagrecimento, é torna-lo um condicionamento físico, podendo ser considerado uma excelente opção de atividade física, que trabalha o corpo de forma integrada. 

Outro fator positivo, é que o exercício não possui contra indicação, podendo ser praticado por todas as pessoas de diversas idades. 

 

Agora vamos a pergunta principal: Pilates ajuda mesmo a emagrecer? 

A pergunta é comum aos instrutores, mas devemos levar em consideração que a prática trabalha a musculatura profunda do corpo, promovendo um maior gasto energético para ativar a musculatura necessária, ocasionando a perda progressiva de peso.  

Assim como citou Joseph (fundador do Pilates): “Poucos movimentos bem feitos realizados de forma correta e equilibrada valem por muitas horas de ginástica.” 

Por ser um exercício integrado, ou seja, que envolve vários músculos ao mesmo tempo, podemos considerar a eficiência do exercício para o processo de emagrecimento. Além disso, por envolver concentração, nosso cérebro adquire capacidade de se controlar melhor, inclusive em alguns casos de compulsões alimentares.   

 

O papel do instrutor: 

É preciso entender que cada paciente possui suas particularidades e limitações, e é nesse momento que o papel do instrutor se faz mais do que necessário.  

Através de um plano de aula bem estruturado, o Pilates pode ser um grande aliado ao emagrecimento. 

Para obter sucesso na perda de peso, é recomendado a execução de exercícios que envolvam vários grupos musculares, exigindo uma prática cardiorrespiratória mais intensa, para que o paciente gaste mais energia, além de controle postural e equilíbrio, que colabora para a distribuição de massa corporal ao em vez de acumular em um local como, por exemplo, a região abdominal. 

 

Faça pela saúde, não somente pela estética. 

Podemos concluir que o Pilates traz diversos benefícios para a saúde, desde a postura, até respiração e emagrecimento.  

Mas é preciso se atentar para nosso corpo como um todo. Durante a prática dos exercícios, trabalhamos com a conexão entre o corpo e a mente, e isso deve estar claro ao paciente.  

O que trabalhamos com exercícios físicos, devem ser trabalhados psicologicamente também. Assim, nos tornamos mais saudáveis e aprendemos a nos aceitar melhor.  


Compartilhe

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.