Fisioterapia para artrose

Compartilhe

Para entendermos como a fisioterapia pode ser uma excelente aliada para a prevenção e tratamento da osteoartrose, é necessário que entendamos do que se trata esta patologia.

A “artrose” é uma patologia que atinge, principalmente, a cartilagem articular – um tecido conjuntivo elástico que está localizado nas extremidades dos ossos que se articulam entre si.

A cartilagem articular é nutrida pelo líquido articular ou líquido sinovial, que contribui para a lubrificação da articulação, facilitando seus movimentos e permitindo que as mesmas continuem sendo saudáveis.

É importante ressaltar aqui que a cartilagem articular é constituída por células condrócitos, água e substâncias proteicas.

Nas pessoas que possuem artrose, os condrócitos vão desaparecendo e como consequência reduzem a quantidade de proteoglicanos e de colágeno, os principais sintomas da osteoartrose: dor relacionada com os movimentos e rigidez articular  logo ao acordar, em fases mais avançadas podem ocorrer deformações.

Resumidamente, a artrose é causada pela degeneração da cartilagem e do osso adjacente, onde o desgaste da mesma costuma se manifestar entre os 50 e 55 anos de idade.

Abaixo, citarei 3 métodos aplicados na fisioterapia que auxiliam no tratamento de osteoartrose.

 

Terapia Manual

As técnicas aplicadas na terapia manual – como a mobilização articular e massagens são de extrema importância para manter as articulações úmidas e alinhadas. É importante ressaltar que a mobilização deve ser realizada por cerca de 3 minutos em cada articulação para que o corpo seja estimulado o bastante para voltar a produzir mais líquido sinovial e para a manutenção do espaço intra-articular.

 

Cinesioterapia

Para haver redução de dor, a cinesioterapia é solução ideal para isso.
O fortalecimento muscular é a peça chave para o tratamento e auxilia a manter a articulação forte, além de melhorar o equilíbrio e o tônus muscular. Lembrando que é necessário saber escolher os exercícios certos para não forçar demais a articulação.

 

Eletroterapia

O uso de aparelhos como ondas-curtas, laser, ultrassons, tens e magnetoterapia são importantes para o tratamento da osteoartrose, porém deve ser usado um equipamento por  sessão de fisioterapia.

Embora seja difícil detectar a artrose em pessoas jovens, no geral os sintomas dessa patologia começam a aparecer em algumas articulações específicas:  dedos e mãos, cotovelos, área lombar, quadris e joelhos.

Contudo, é possível fazer a prevenção da artrose através das sessões de fisioterapia, para que o paciente consiga manter e aumentar a amplitude de seus movimentos para que possa realizar as atividades do seu dia-a-dia sem desconforto.

O maiores objetivos da fisioterapia neste caso são:

  • Proteger as articulações;
  • Aumentar a força muscular;
  • Aumentar a funcionalidade;
  • Diminuir e aliviar as dores e rigidez muscular;
  • Aumentar a estabilidade articular;
  • Aumentar a propriocepção;
  • Reduzir a sensação de meralgia parestésica – queimação, dor na musculatura, sensação de choque e sensibilidade na pele.

Com aplicação de exercícios adequados, o fisioterapeuta auxiliará o paciente a ter consciência corporal e músculos que suportam uma articulação artrítica.

O método fisioterapêutico pode variar de acordo com cada caso, por isso é tão importante que a pessoa seja avaliada pessoalmente por um fisioterapeuta que prescreverá o melhor tratamento para sua recuperação.

Até a próxima!


Compartilhe

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.